4 Segredos Financeiros que Não Te Contaram Nos Seus 20 e Poucos Anos

 

Saímos do ensino médio sem nenhuma aula sobre como encarar o próximo passo: a vida adulta. Os professores passam o conteúdo programático  de matemática, português, física e… fim. “- Até nunca mais para vocês, se virem, boa sorte!” 

 

O início da vida adulta é uma época de muitas dúvidas, inseguranças e decisões erradas. SIM! Muitas escolhas podem  definitivamente  influenciar O SEU futuro. Algumas escolhas são definitivas, já outras podem ser moldadas em direção aos seus objetivos. Vamos as principais decisões e consequências – para o bem ou para o mal – daqueles que estão na faixa etária mais importante da vida.

 

CASAMENTO

 

757792a90829bd5bf76dcd15a123cbb4

 

Você está perdidamente in love com uma pessoa especial. Já está projetando os planos de casamento, financiamento da casa, carro… Tudo é colorido e como em um filme da Disney. Você olha para as pessoas mais velhas – aqueles divorciados – e pensa: isso não vai acontecer comigo! Meu relacionamento é diferente, olhe só como nós somos incríveis juntos!

 

Hoje eu tenho um desafio para você. Alguma vez você já parou pra pensar como estão os casamentos ao redor do mundo? Você sabe quantos casamentos vão até o fim – como naquelas comédias românticas que assistimos no Netflix – e quantos terminam em divórcio? Então vou te apresentar uns números. É melhor você se sentar antes de prosseguir…

 

-> 50% dos casamentos nos EUA terminam em divórcio. Fonte: American Psychological Association.

 

-> 45% dos casamentos na União Européia terminam em divórcio. Fonte: EuroStat

 

-> Número de casamentos que terminam em divórcio : França (55%), Espanha (61%), Portugal (68%) e Bélgica (71%). Fonte: UN’s Demographics and Social Statistics Division.

 

Esses dados mostram que quando você se casa, a chance de você ser divorciado é MAIOR do que você permanecer casado. WOW, cruel! E aqui não vou entrar no mérito sentimental ou religioso do casamento. Vou falar do ponto de vista racional. A matemática é clara: você tem mais chances de ganhar no cara ou coroa, jogando uma moedinha pra cima, do que o seu casamento permanecer até o fim. E quem diz isso são as estatísticas!

 

Importante ressaltar que estamos abordando as armadilhas financeiras. Seguindo a legislação brasileira de Direito de Família, um divórcio costuma acabar com 50% do patrimônio. Algumas pessoas  simplesmente nunca se recuperam de um divórcio, tanto financeiro como emocionalmente. Basta você se atentar ao seu redor e se lembrar daquela pessoa que nunca superou um casamento mal sucedido. É triste de doer o coração…

 

O tema casamento ainda é tabu. Mas estamos aqui justamente para destruir os tabus. Agora que você conhece os números, pense muito bem antes de resolver juntas as escovas de dentes com outra pessoa. Como eu disse no começo: existem decisões que alteram definitivamente o rumo da sua vida!

 

FILHOS

 

have-you-seen-baby-carlos-from-the-hangover-lately-572312

 

Outro tema tabu, mas que inegavelmente precisa ser abordado, principalmente por conta do impacto financeiro que ocasionam. Muitas pessoas estão iniciando sua vida profissional e de repente se vêem responsáveis por arcar com as despesas de mais vida: um filho. E um filho pode representar uma mudança de planos na vida de qualquer pai ou mãe. Novamente, vou deixar de lado o lado emocional de se ter filhos, pois eles são muito difíceis de se traduzir em um papel. Vou focar no lado mais objetivo, ou seja, o financeiro. Deixo os sentimentos para cada um de vocês escolher o mais apropriado!

 

É importante lembrar que as despesas com uma criança começam antes mesmo da chegada dela. O tratamento de pré-natal é caro, pois envolve uma série de exames, vitaminas e consultas ao obstetra até o dia do parto. Depois que a criança nasce tem fraldas, mobília, roupas, alimentação e mais consultas com médicos e gastos com remédios.

 

Então ela entra na escola e tem o custo de mensalidade, uniforme, curso de inglês, natação, sem levar em conta as roupas de passeio, brinquedos, alimentação, viagens… UFA! E então ela chega a adolescência e aí vem outros gastos extras: saídas, celulares, games, roupas mais caras, festas, etc. Acabou? NÃO!

 

A maioria absoluta precisa que os pais banquem a faculdade e todos os gastos que vem junto: mensalidade, transporte, alimentação, material, festas, etc… Um filho que estuda em faculdade particular fora de sua cidade natal custa, em média, R$ 250.000,00 aos pais durante toda a formação.

 

A conta de gastos é grande e dura décadas. Os números apurados por empresas de seguros e associações brasileiras de diversas classes são os seguintes:

 

-> 1 filho de classe média custa R$500 mil – 700 mil entre 0 a 22 anos.

 

-> 1 filho de classe alta custa R$ 1 milhão – 2 milhões entre 0 a 22 anos.

 

E aí, topa encarar esta conta? Você realmente tá preparado para assumir esta responsabilidade? Tenho certeza que a maioria dos jovens que estão iniciando os seus vinte e poucos anos NÃO estão. Mas, você que está lendo este texto é responsável pelas próprias escolhas e vai saber se está preparado ou não. Vamos ao próximo ponto!

 

AMIGOS

 

c7b66bdf74f4160482d2135d3f1f8da3

 

Esqueça os sentimentos (é só por um minuto, eu prometo). Analise racionalmente sobre seus amigos. Agora imagine que seus amigos são empresas com capital aberto negociado em bolsa. Isto mesmo, imagine que cada um de seus amigos é uma ação da bolsa. Agora responda sinceramente a pergunta: iria investir nesta ação e segurá-la por pelo menos 20 anos? Se a resposta for NÃO, você está desperdiçando seu tempo.

 

Essas pessoas estão segurando você. Eles estão puxando você para baixo. Você está sendo sufocado enquanto você fica em sua zona de conforto. Esqueça amigos preguiçosos. Você começará a se tornar tão medíocre quanto eles. Escolha amigos que pensem incessantemente sobre o sucesso e você verá o quanto eles podem ajudá-lo.

 

Aqui fica uma dica importante: dificilmente um amigo sem bons resultados na vida pode lhe dar conselhos úteis sobre algo. Procure um amigo que tenha alcançado mais em sua vida do que você, passando por dificuldades piores que as suas. Você será motivado instantaneamente apenas de conviver próximo a ele. Eu te garanto.

 

LER

 

hangover_primary

 

Você passou seus últimos 20 anos frequentando diariamente a educação formal: ensino básico, fundamental e médio. E sabe do pior? Este conhecimento  não acrescenta nenhum valor útil na busca do SEU sucesso financeiro.

 

Compreenda: o conhecimento técnico em uma área específica não resulta em maiores chances de alcançar o sucesso financeiro. A verdade é que nosso sistema tradicional de ensino foi moldado para criar empregados. Se você quer algo além do que passar o tempo preso no trânsito, batendo cartão 8 horas por dia, vivendo uma vida de stress, apenas para conseguir pagar as contas ao final do mês, a educação formal não pode te ajudar muito. Procure imediatamente a educação alternativa.

 

Se você não está lendo livros fora da sala de aula, você está permitindo que o sistema educacional tradicional tenha mais influência sobre sua educação do que deveria. A leitura é semelhante a um investimento de longo prazo, uma vez que a recompensa está no futuro, ou seja, os juros compostos do conhecimento vão se acumulando como uma bola de neve.

 

Inclusive, se você quer ler um livro que realmente apresenta conteúdo valioso  sobre como alcançar resultados financeiros que a massa das pessoas não alcança, tenho uma notícia boa para te dar. Eu me sentei e condensei tudo o que aprendi e uso no meu dia dia em um material que pode transformar sua vida. Escrevi um livro com inúmeros hacks, dicas e ferramentas práticas que transformaram a minha vida e que uso diariamente em minha vida pessoal e profissional.

 

O livro está disponível na Amazon, basta clicar aqui.

 

37 thoughts to “4 Segredos Financeiros que Não Te Contaram Nos Seus 20 e Poucos Anos”

  1. Pra mim, esse é um dos melhores posts daqui do Termos. Excepcional.

    Adoraria ler mais por aqui sobre erros cometidos nos 20, coisas que poderiam ter sido feitas ou evitadas durante essa fase, etc, hehehe.

    Como sempre, obrigado pelo ótimo conteúdo! Abs.

    1. Primeiramente, obrigado J. Wes. Esta fase é a pedra basilar para as estruturas de um homem bem sucedido, e será objeto de maior escrutínio por parte deste que vos fala. Forte abraço.

  2. TR,

    Tive que reler o post umas 3 vezes pra poder ter cacife de responder. Agradeço a citação meu amigo, sou seu fã.

    Realmente você abordou todos os tópicos muito bem, inclusive o do casamento. Eu tive um chefe que dizia que não queria ter amigos pobres, somente amigos ricos e assim me tornei seu amigo 😀.

    Ler é fundamental e como você abordou bem, não é essencial ler somente o que a escola mainstream manda. Eu não lembro de nenhum livro de literatura que fui obrigado a ler na escola, já os de investimentos eu lembro bem de quase todos.

    Mentores, eu sempre me pergunto o que posso fazer para tentar me igualar aquela pessoa que tenho como mentor. Vejo um bom investidor com ideias que abrem nossos olhos quanto às armadilhas que enfrentamos todos os dias e fico imaginando o quanto de experiência ele tem. Assim como vejo qualquer mega profissional dar um show de conhecimento e experiencia sobre seus assuntos preferidos. Assim como você.

    Amigos então… esses são fundamentais. Ande com os melhores, os destemidos, os audazes, os ferozes, os brabos e se tornará um deles!

    Quanto ao casamento.. ahhhh este sempre polêmico mas o que escreveu não deixa de ser verdade. Casei cedo com uma pessoa espetacular mas não andávamos na mesma direção após alguns anos. Eu queria uma independência financeira e minhas viagens, claro, e ela já estava acomodada. O que fiz? Parti pra outro estilo de vida e passei alguns anos curtindo tudo o que sempre quis até que… sim, pois é, encontrei alguém com as características que citamos aqui e desde então minhas viagens multiplicaram, meus investimentos triplicaram, minha qualidade de vida aumentou absurdamente e não tenho nenhum tipo de problemas tanto de cunho pessoal quando financeiro mas testemunho aqui o quão é difícil chegar a este estágio e encontrar alguém assim, portanto a melhor coisa a se fazer é realmente manter-se longe de casamento, principalmente entre os 20 e 30 anos.

    Por fim, o trabalho não é trabalho se você faz com prazer. E todos nós podemos fazer um plano pra enriquecer outros apenas por alguns anos e depois ficar desfrutando de grandes rendimentos assim como você faz.

    Abraço amigo!

    1. Não é a toa que recomendo as pessoas a lerem seu blog. Seu comentário acima é mero reflexo do conteúdo que você oferece: objetivo, claro, conciso e esclarecedor. A lucidez e o respeito que você expõe suas opiniões e experiências são um dos motivos pelo qual admiro seu trabalho.

      Forte abraço BPM!

  3. Eita !! você foi light em tocar no assunto casamento, realmente fode com tudo, eu fui casado, mas já tinha antes do casamento a maioria dos meus bens, mesmo assim perdi $$$

    Mesmo quem diz que encontrou a pessoa certa, só descobrirá isso na hora do divórcio, um amigo meu me disse há 2 dias que está se separando, e que ela está causando, e olha que eu achava que eles eram “o casal”. O problema é que a maioria dos homens que propõe no minimo separação de bens para casamento, são criticados pelas noivas e suas familias, muitos acabam cedendo a pressão de casar em comunhão parcial e depois, se f…..

    1. Nisso você está certo Stifler. Vivemos em uma sociedade machista e sempre achamos que o homem é quem vai dividir as coisas na hora da separação. Apesar de ninguém casar pensando em se separar, sempre temos que pensar nessa hipótese.

      Eu conversei sobre separação de bens no caso de uma possível dissolução do casamento e o acordo foi que cada um fique com o seu. Sem contar que aumentei meu patrimônio por que ela me ajuda muito mais do que atrapalha kkkk. No caso em questão acho que ela é quem terá que dividir os bens comigo 🤪.

      Costumo a dizer às minhas amigas que toda mulher é feminista até chegar a conta!

      1. “Eu conversei sobre separação de bens no caso de uma possível dissolução do casamento e o acordo foi que cada um fique com o seu.”

        Também já vi juízes jogando por ralo abaixo o pacto pré-nupcial, e fazendo ‘justiça com as próprias mãos’ ao separar o patrimônio. No Brasil, a segurança jurídica é tão alta que até o passado é incerto.

    2. “Mesmo quem diz que encontrou a pessoa certa, só descobrirá isso na hora do divórcio”

      Concordo 100%, Stifler. Já perdi as contas de quantos colegas chegaram falando: “cara, eu jamais imaginaria que ela fosse capaz de fazer isso…”

    3. Nesse caso, o melhor é se manter firme com relação à Separação de bens e não se envolver com qualquer uma pé rapada, se bem que namorei uma menina de família abastada e esse assunto sempre foi controverso.

  4. Olá TR! Excelente post meu caro!

    Sobre ler, eu praticamente não lia nada enquanto estava na escola. Só fui adquirir esse hábito em passados metade do curso superior. E desde então, não parei mais 😀

    Um dos meus mentores é meu pai, que me ensina muito (mesmo dizendo pouco) quando era empregado, quando passou a empreender e mesmo quando quebrou. Meu avô, mesmo não conquistando o sucesso financeiro que almejou, também foi meu mentor. Um cara que não frequentou escolas, mas que sabia muito.

    Quanto aos amigos, dentre a turminha que cresceu junto em um bairro bem pobre, tenho apenas um que está muito bem. Muitos sempre o olharam com desconfiança, eu também devo ter olhado, pois ele “atirava” para todos os lados. No fim, hoje é um dos que busco espelhar.

    Casamento o BPM trouxe o ponto que compartilho. A sra Inglês está me ajudando a aportar acredito que até mais do que minha fase solteiro. E se continuarmos assim, acredito que nossa parte financeira ficará bem legal em pouco tempo.

    E para acrescentar a sua conclusão, acredito que os jovens devem adicionar a seu circulo social nossa blogosfera. Eu se tivesse a conhecido lá em meus vinte e poucos, com certeza estaria ainda melhor 😉

    Abraços

    1. “E para acrescentar a sua conclusão, acredito que os jovens devem adicionar a seu circulo social nossa blogosfera. Eu se tivesse a conhecido lá em meus vinte e poucos, com certeza estaria ainda melhor”

      A oportunidade que nós, da finansfera, estamos entregando aos mais jovens é única. Em nossa época não havia tanta disponibilidade de informações a respeito de tantos pontos importantes como agora, a custo ZERO. Hoje você pode escolher um mentor (sugiro vários) a um clique. Que era fantástica.

      Cheers!

  5. Bom dia TR
    Conheci seu blog peloa blogroll do Frugal.

    Nao sei se meu comentario anterior foi enviado, vou reenviar.

    Vamos la:

    Tenho 20 anos, moro em uma cidade, e estudo e trabalho em outra, durmo em média 4h30min por noite (a propósito a faculdade mesmo sendo a mais conceituada aqui de Curitiba na área de finanças está sendo horrível, eu aprendia muito mais quando lia meus livros de economia/mercado financeiro por conta própria em casa).
    Pretendo trabalhar no mercado financeiro (no prédio que trabalho encontram-se a UBS, J.P Morgan, Itau BBA, Santander Prime, Banco Industrial do Brasil e mais algumas empresas do setor e só de encontrar o pessoal dessas empresas no elevador os olhos já brilham kkkk).
    (mandei essa breve introdução pra tentar explicar melhor as coisas para você kkk)

    A dúvida é, eu devo comprar um carro nesse momento para tentar melhorar a qualidade de vida no dia-a-dia, ou devo investir em um intercambio de 6 meses para aprender inglês e ter mais chances de conseguir um estágio/emprego nas empresas que citei? (já falo básico/intermediário)

    1. “durmo em média 4h30min por noite” Comece mudando isto. Sua criatividade e seu senso de inovação são fortemente impactados negativamente por conta do déficit de sono. Antes de mais nada, somos seres humanos. E não existe solução *saudável* para dormir menos do que as 7-8 horas recomendadas. Apesar de muitos gurus empreendedores dizerem ao contrário (cuidado com esses vendedores), não há qualquer prova de que menores horas de sono são benéficas. Pelo contrário: estudos apontam que elas são prejudiciais para a área cognitiva, como falei anteriormente.

      “Pretendo trabalhar no mercado financeiro (no prédio que trabalho encontram-se a UBS, J.P Morgan, Itau BBA”. Comece a pensar nos programas de trainees que estas empresas oferecem, afinal você já tem 20 anos. Lembre-se que Mercado Financeiro no Brasil é sinônimo de SP, salvo raras exceções de algumas Assets no RJ. Você mencionou que estuda em Curitiba, então sugiro que você pense racionalmente se seus objetivos serão realmente alcançados nesta localização do país.

      “A dúvida é, eu devo comprar um carro nesse momento para tentar melhorar a qualidade de vida no dia-a-dia, ou devo investir em um intercambio de 6 meses para aprender inglês e ter mais chances de conseguir um estágio/emprego nas empresas que citei?”

      Você precisa sim melhorar de qualidade de vida, pois 4,5 horas de sono é uma bomba relógio no longo prazo. Lembre-se também que inglês fluente é fundamental para ingressar nas áreas que você pretende, e o intercâmbio conta pontos na hora do processo seletivo.

      O mundo ideal seria você reajustar seu ciclo diário de 24 horas sem a necessidade de se endividar em um financiamento de veículo, pois isso te colocaria uma amarra nos tornozelos. Você já fez uma análise fria e racional sobre como gasta as 24 horas do seu dia? Faça isso e verá que consegue realocar suas tarefas visando atingir suas prioridades, que são: ingressar no mercado financeiro brasileiro através dos principais players.

      Tenha em mente que isso envolve uma possível mudança de cidade e necessidade de liberdade de opções – o que obviamente o financiamento acaba por limitar devido as prestações mensais que corroem sua margem para outros gastos.

    2. Olá colega!

      Tive a liberdade de lhe responder:

      -Primeiro que você já está melhor que muitos ( inclusive eu haha ), se eu tivesse sua idade faria tudo diferente.
      – Carro: compre um velho mesmo, se possível com 20 anos de fabricação para não pagar ipva, e você acha sim bons carros, eu tenho um que em 18 vai ser o último ano de ipva, são 600 a mais na conta anual… Pagar financiamento, ipva caro, seguro é uma âncora no seu bolso, acredite, não queira STATUS!!

      – Intercâmbio será um diferencial sim, conheço um selecionador que o critério inicial de descarte pra candidatos é se tem intercâmbio, porém, só faça se seu nível de inglês já for bem avançado, do contrários não vai ter o retorno sobre investimento ideal, entende… Outra dica, economizar ao máximo no intercâmbio, você vai lá pra estudar, não pra gozar ferias, OK!??!

      Abç!

      PS: QUE TEXTO esse heim TR!
      Deveria ser de cabeceira, e colado nas capas de livros e cadernos de toda a juventude kkk
      Obrigado pelo seu conhecimento compartilhado, que bom que a internet me proporciona isso, pois só tenho contato com pobres e ignorantes!

      1. Obrigado pelo elogio Ch.

        Tem muito lixo na internet. Mas também tem verdadeiros tesouros. Se você fizer uma filtragem, consegue separar o joio do trigo. Em épocas anteriores, esta possibilidade de escolha não era possível, pois as fontes de conhecimento eram limitadas por aqueles que dominavam os meios de comunicação. Eram épocas muito mais difíceis para se desenvolver à custa do aprendizado desenvolvido por outros.

        A título de exemplo, a finansfera é um excelente meio para tal. Abraços.

      2. Obrigado pelo elogio Ch.

        “Deveria ser de cabeceira, e colado nas capas de livros e cadernos de toda a juventude kkk” Espero que nunca venha a ocorrer, pois geralmente o que é popular é lixo. É igual livro: se é best seller, não leio. “Ah Termos Reais, mas maioria das pessoas leu!” E daí? A maioria das pessoas falha na vida. Lição valiosa aqui.

  6. Parabéns pelo post TR,

    Eu não tenho nenhum amigo rico. Todos são pobres. Tenho 3 colegas que são investidores, sendo que eu os ajudei (indicando livros, blogs) nessa jornada. Hoje a gente conversa muito e temos assuntos parecidos.

    Meus irmãos também estão em busca da riqueza. Hoje eles investem. Uns investem em terras.

    Sobre casamento: Eu fui casado e me ferrei emocionalmente e um pouco financeiramente. Não pretendo me casar, nem juntar. Não vejo vantagens nisso.

    Abraços.

    1. Primeiramente, obrigado pelo elogio Cowboy.

      Em relação as amizades, geralmente ricos atraem ricos. Não é questão de ‘forças do universo’ ou ‘destino’, é simplesmente questão de se aproximar dos pares. Os seres humanos gostam de se relacionar com quem tem algo a oferecer, e se eles percebem que – a primeira vista – a pessoa não tem algo a oferecer, eles simplesmente não fazem questão de se aproximar. Isto não significa que você não tenha valor. Significa que eles ainda não percebem este valor em você. Fique tranquilo e se mantenha na jornada. No fim das contas, eu, você e todos os outros bilhões de seres humanos são exatamente isto: humanos. E todos nós temos viéses, preconceitos e projeções de esteriótipos. Pelo que leio em seu blog, você certamente está no caminho certo.

      Em relação ao casamento, veja que o BPM e o Investidor Inglês deram visões positivas, enquanto você e o Stifler deram visões não tanto encantadoras sobre os matrimônios. Por incrível que pareça chegamos aos mesmos 50% das estatísticas sobre o casamento já apresentadas em meu post.

      https://termosreais.wordpress.com/2017/08/07/a-loteria-do-casamento/

      Forte abraço amigo!

  7. Que ótimo post! Resume quase que por completo a forma como encaro a vida!

    Sinto que hoje em dia não consigo “decolar” por falta de ter um mentor próximo a mim. Ainda preciso melhorar nessa parte.

    Quanto ao casamento, concordo que seja um tema controverso. Acho que o segredo é procurar uma companheira que tenha o pensamento alinhado com o seu. No longo prazo, é isso que vai garantir a sustentabilidade da relação.E mais que isso, o principal é não ser dependente emocionalmente da relação. Temos que nos entender como indivíduos, se não der certo, bola pra frente.

    Conversando com minha namorada dia desses eu falei que gostaria de casar com separação total e ela foi totalmente de acordo. Dou graças a Deus rs.

    Abs

    1. “Conversando com minha namorada dia desses eu falei que gostaria de casar com separação total e ela foi totalmente de acordo.” Primeiro sinal positivo, Enriquecendo.

      “Sinto que hoje em dia não consigo “decolar” por falta de ter um mentor próximo a mim. Ainda preciso melhorar nessa parte.” Com a internet, você pode escolher vários mentores. Isso era impossível até uns 10 anos atrás. Vivemos em uma era fantástica. A única ressalva que faço é escolher mentores nas áreas em que eles não tem conflito de interesses. Abraços.

      1. Gostaria, pois foram fundamentais para quem sou hoje. Mas todos eles preferem o anonimato. Inclusive, vou ainda escrever sobre fama x anonimato. Mas já lhe dou uma introdução: a fama só é vantajosa se você for lucrar devido a exposição pública (artistas, atletas, políticos). Caso contrário, se tornar uma pessoa pública apresenta apenas downsides. Quem quer ser rico, ou já é rico, e desenvolveu a riqueza fora do eixo artístico, político ou esportivo, luta com todas as forças para ficar viver ‘fora do radar’. Poucos entendem isso.

  8. Que postagem!
    Em vários aspectos, sou muito privilegiado em ter a oportunidade de ler artigos na blogosfera. Tem muita coisa boa, é só saber garimpar. Melhor ainda se eu lesse com meus 20 e poucos… Venho de uma família com origem humilde e se falo de investimento todo mundo sai correndo.
    Obrigado por compartilhar suas impressões sobre a vida e o dinheiro. Há discordâncias, é claro, mas sempre aprendo muito.
    A vida é dura e nada melhor do que alguém disposto a te lembrar disso.
    No meu caso, o casamento foi um divisor de águas, para o bem. Multipliquei dezenas de vezes meus rendimentos depois do casório e minha esposa é uma companheira na luta pela IF. Ter um filho, também, foi outro divisor para o bem, pois me concedeu um maior significado e motivos para lutar. Para mim, que moro longe dos familiares, nada melhor do que ter esposa e filho por perto. Ajuda bastante a não pirar e manter o senso de prioridade. Não fossem eles, acho que torrava tudo – e é bastante coisa – com itens supérfluos e prazeres transitórios.
    Casar é ruim quando o companheiro é ruim, mas é maravilhoso quando o companheiro é bom!
    Também não tenho nenhum mentor pessoal, mas aprendo muito com livros e internet.
    Fico até meio ansioso aguardando o próximo post!
    Até agora está dando muito certo! Rumo aos milhões!

  9. Muuiiito obrigado pelas dicas amigo,
    *Ch tambem ^^

    Quanto as 4h30 min de sono, não são por opção haha, são por distancia (eu na verdade estudo e trabalho em Curitiba, mas moro em outra cidade).

    Quanto a sair de “Curitiba” eu sei que logo preciso ir pra Sp se quero crescer na área, mas por enquanto ainda não é algo viável fiunanceiramente.

    Quanto ao carro, eu compraria a vista, máximo R$ 30.000,00 no veículo, eu não entraria em um financiamento jamais haha.

    Sobre meus horários:
    Acordo as 6 da manha pra me arrumar e ir pegar onibus
    Trabalho das 08h30min as 18h30
    Faço Faculdade das 19h00 as 22h30 min
    saio 22h30 min da facul, porém chego em casa por votla das 00h15 (devido a distancia)
    até comer algo, tomar um banho são cerca de 1h30min.
    Portanto a rotina é bem pesada, ja sinto os efeitos negativos disso na minha saude….
    Fora quando preciso viajar a trabalho…(trabalho com licitações)

    Quanto ao intercambio, tenho um nivel bom de inglês, mas ainda travo na hora do “vamos ver”, então seria de grande ajuda o intercambio.
    E eu também nao iria gastar anda no intercambio, sou um pouco pão-duro, praticamente todos os meus ganhos vão para a corretora (ações ou fundos).

    mas muito obrigado pelas dicas e vou pensar muito em relação a como melhorar a qualidade de vida..

  10. E quanto a comprar um carro mais velho, eu sei que seria a decisão mais correta pensando pragmaticamente….porém admito que não é facil deixar o ego de lado na hora da escolha do primeiro carro kkkk

  11. Melhor post ate agora. Fantástico!!!! Acredito que o maior inimigo da riqueza é um casamento mal planejado. 50% é muita coisa.

    Na questao de amigos, pior coisa é ter aqueles que sempre tentam se mostrar melhor do que voce. Adoram mostrar vantagens e sempre fazem comparações.

    Sobre mentores, tem muitos picaretas por ae. Sou viciado em ler biografias de pessoas que alcançaram o sucesso. Também sobre filosofia.

    Depois irei postar no meu blog um curso que comprei gringo e tenho achado muito interessante as ideias transmitidas. Abraço

  12. Excelente postagem TR,

    Tem um ponto que eu acho importante durante os 20 e poucos anos: Ir morar sozinho, ou seja, sair da casa dos pais.
    É fundamental saber se virar sozinho para buscar a independência em todos os sentidos. Concordo que nessa fase da vida (entre 20 e 30) o casamento não é uma boa alternativa.
    Fiz muita burrada durante os meus 20 e poucos anos…
    Em relação ao mentor, eu convivo com uma pessoa muito rica mas vive em uma corda bamba com suas empresas (uma fábrica e uma transportadora) e dá muita ênfase pra status, sustenta um monte de parasita da família, já foi envolvido com jogo do bicho, prostituicao e pagamento de propinas para se livrar desses esquemas. Resumindo: Eu não quero esse tipo de estilo de vida que ganha um milhão em um mês e não dorme no outro por medo de ser preso ou não ter liquidez para pagar o alto custo de vida.

    Grande Abraço

    1. Primeiramente obrigado pelo elogio, Aportador.

      “Fiz muita burrada durante os meus 20 e poucos anos…” Que atire a primeira pedra aquele que não cometeu erros nesta época. Vejo que a grande diferença é errar o mais rápido possível, aprender com os equívocos e, através do entendimento a respeito deles, construir a base de sustentação para o sucesso futuro.

      Forte abraço.

  13. Excelente artigo, TR! Destaco especialmente a relevância de buscar conhecimento fora da escola.

    Ou seja, educação não é sinônimo de escola. A aquisição da educação deve continuar principalmente no pós-escola, entendido o termo “educação” aqui como a aquisição contínua e evolutiva de habilidades para progredir nas diversas e múltiplas áreas da vida: financeira, profissional, de saúde, espiritual, emocional etc.

    Forte abraço!

    1. Obrigado pelo elogio. Sem dúvidas alguma a educação tradicional tem o único e exclusivo objetivo de formar uma mão-de-obra pagadora de impostos e que consiga sobreviver o máximo possível produzindo. Repare que eu disse sobreviver e não viver a vida de forma plena. Abraços!

  14. Obrigado pelo excelente post, TR.

    Quem dera eu o tivesse lido há uns 5 anos… talvez não tivesse cometido alguns dos erros que refletem até hoje na minha vida. Entretanto o mais provável é que àquela época eu o ignoraria completamente, infelizmente. Como ainda não cheguei aos 30, creio que ainda posso aproveitar muito desses maravilhosos conselhos.

    Meus mentores são todos vocês da blogosfera, que sempre me proporcionam ótimas reflexões, infinitas vezes melhores que as ofertadas em quaisquer outros ambientes que já frequentei (virtual ou presencialmente).

    A má influência das amizades tóxicas é muito perigosa e difícil de se livrar, principalmente quando são amigos de longa data. Você olha, analisa, sabe que não se trata de um bom exemplo de pessoa, mas não consegue se afastar, evitar. Pela analogia com o buy&hold proposta no texto, seriam aquelas empresas que dão prejuízos ano após ano, mas por estarem na carteira há tanto tempo você já não cogita se livrar delas, fica lembrando de um passado glorioso, ou mesmo de alguns produtos que elas oferecem e você gosta…

    Cada vez me torno mais cético quanto ao casamento. Seria preciso eu sofrer de uma paixão avassaladora para eu me casar nos próximos anos, ou encontrar uma mulher-exceção, em cuja existência eu acredito cada vez menos. Confesso que bate uma certa inveja quando vejo alguns falando tão bem de suas companheiras… estariam eles iludidos ou ainda não conheceram devidamente a pessoa com quem dividem a cama todas as noites, ou são grandes afortunados, sorteados pela loteria da vida?

    1. Primeiramente, obrigado pelo elogio.

      “Quem dera eu o tivesse lido há uns 5 anos… talvez não tivesse cometido alguns dos erros que refletem até hoje na minha vida.”

      Importante é que você leu ele em tempo. E você sequer tem 30 anos… Conhecimento sólido para usufruir e uma longa jornada para percorrer, meu nobre.

      “A má influência das amizades tóxicas é muito perigosa e difícil de se livrar, principalmente quando são amigos de longa data.”

      Um membro gangrenoso deve ser amputado sob o risco de prejudicar o corpo todo. Evite, a todo custo, os passivos e priorize os ativos – seja em sua vida e sua empresa.

      “Confesso que bate uma certa inveja quando vejo alguns falando tão bem de suas companheiras…”

      Cuidado com a casca. O homem superior sabe que a mentira chega à jato, enquanto a verdade vem à cavalo. Não significa que seus amigos são mentirosos, mas também não significa que você deva confiar 100% em relatos públicos sobre relacionamentos. Afinal, não pega bem você contar a torto e a direito que você está com a pessoa errada e sua vida pessoal está no fundo do poço.

      Os casais mais lindos das redes sociais são aqueles que são os mais podres por dentro. Existem casais felizes? Sim. E geralmente estes não se expõem sua privacidade aos 4 cantos do mundo.

Leave a Reply