5 Passos para Você Identificar Um Negócio Lucrativo

Muitas pessoas me mandam mensagens. “- Estou começando uma segunda fonte de renda. Meu negócio tem futuro?”

 

Então vamos lá… Mas antes eu preciso saber algo sincero.

 

Você está aqui para ouvir a verdade ou para ouvir palavras bonitinhas, eu passar a mão em sua cabeça e você sair sorridente ao finalizar esta leitura?

 

Última vez que vi este dado, 70% das empresas quebravam em 10 anos nos EUA. Outros 20% se tornavam zumbis (empresas mortas-vivas, ou seja, pouco faturamento ou apenas fachada). 10% eram bem sucedidas. Não pense que o cenário brasileiro é melhor que isso. Então a cada 10 novas empresas, 9 fracassam.

 

A verdade é que a maioria destas ideias também vão fracassar. A maioria dos novos produtos e serviços não faz sucesso. Não estou aqui para lhe bombear de motivação. Estou aqui para lhe falar as coisas como elas realmente são. Mas existem ferramentas que você pode utilizar para fazer você se tornar parte dos 10%. Vamos a elas.

 

O INÍCIO

 

Papo reto. O início de uma empresa é: criação de novos produtos e serviços sob condições de extrema incerteza. E uma das principais armas que você pode ter é o feedback. O sucesso de um negócio pode ser construído seguindo um método. E se ele pode ser aprendido, então pode ser ensinado.

 

Um dos principais divisores de água entre histórias de sucesso e fracasso são empresas que têm a habilidade para IDENTIFICAR e TRANSFORMAR os planos que estão trazendo pouco resultado. Aqueles que utilizam as ferramentas para descobrir as partes que funcionam bem daquelas que não funcionam, adaptando-se de acordo com o feedback, são as vencedoras no longo prazo.

 

E adivinhe quem é o responsável por fazer isso? Você! A responsabilidade é 100% pessoal sobre este feeedback.

 

QUAL É O OBJETIVO?

 

Você deve entender que um negócio inicial – digamos que você utilize o vocabulário da moda, ou seja, uma Startup – é um sistema para colocar dinheiro em seu bolso. Os produtos e serviços são apenas partes ferramentas para que isso aconteça. Os produtos são apenas o MEIO e não o FIM por si só. O objetivo final é dinheiro no seu bolso.

 

“- AH, MAS EU QUERO MUDAR O MUNDO, TENHO UMA IDEIA MARAVILHOSA E…”

 

Quantas ideias sobre ‘o mundo melhor’ existem na cabeça das pessoas? BILHÕES. Quantas delas se transformam em produtos que o mercado recepciona e aceita em pagar um dinheiro por elas?

 

1% das BILHÕES das ideias iniciais já seria uma estimativa mais do que otimista. Então vamos focar no que o mercado quer e em como identificar isto.

 

COMO UTILIZAR A FERRAMENTA DO FEEDBACK?

 

O seu feedback é colhido através do que os clientes querem. Preste bem atenção: trata-se do que os clientes querem e não o que você acha que eles devem querer.

 

É muito fácil você se iludir acreditando que sabe o que eles querem. Aprenda a deixar de lado o que você pensa e comece a utilizar os dados reais do que eles querem. Objetividade sempre. Você deve construir um sistema para capturar esse feedback constantemente.

 

“- E COMO EU FAÇO ISSO?”

 

OS 5 PASSOS DO CICLO VENCEDOR 

 

1. Pegue suas ideias sobre o que o mercado quer e coloque todas elas no papel. Tudo bem se você estiver chutando, pois ao final você vai entender que este ciclo será aperfeiçoado com a sua experiência.

 

2.Comece a construir o seu negócio em torno das ideias que foram escritas ali, sempre buscando em se atentar o que o mercado quer e não o que você gostaria que ele quisesse. Deixe de lado as divagações e sonhos intangíveis que não tem aplicabilidade prática. As pessoas querem saber mesmo o que é bom pra elas. Ninguém se preocupa com os seus sonhos, a não ser você mesmo. E se você não cuida de seus próprios sonhos, bem… então você está em problemas.

 

3.Desta construção inicial irão brotar os primeiros produtos. E aqui você vai lança-los de imediato no mercado. O importante é ERRAR O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL. Quando menos tempo nesta etapa, maiores são suas chances de sucesso. Portanto, coloque-os no mercado o quanto antes para colher o feedback.

 

4. Seja forte o suficiente para aguentar as pancadas que vão surgir, pois os clientes não são os seus amigos e querem o melhor para eles. Ninguém vai sentar ao seu lado e falar: “olha eu quero muito ajudar você a se tornar o próximo milionário, então aqui vão minhas dicas para isso…” Eles vão te ajudar e muito a construir algo cada vez mais refinado no mercado, mas a forma que eles entregam estas informações é dura.

 

5. Colha os dados, seja forte o suficiente para compreender que seu produto precisa de melhoras, aprenda cada vez mais com o feedback, e então volte ao início do ciclo, colocando as ideias sobre o que o mercado quer, refinando o produto, colocando ele no mercado, e repete, repete, repete.

 

Um negócio só será bem sucedido se ele aprender o mais rápido possível como desenvolver produtos que proporcionem lucros crescentes, escaláveis e sustentáveis. É necessário ter uma ideia de adaptação e agilidade quando se trata de negócios iniciais.

 

Se você quer aprender sobre como reduzir o máximo possível a criação de um produto inicial, reduzir os ciclos de desenvolvimento e aprender como encaixar um produto com as necessidades do mercado, te convido a conhecer o Brazillionaire Program.

 

“- MAS EU PRECISO CONVERSAR COM VOCÊ EM PARTICULAR. EU QUERO QUE VOCÊ ME CONTE EXATAMENTE O PASSO A PASSO DE COMO IMPLEMENTAR ESTAS E OUTRAS FERRAMENTAS”

 

Então eu te convido a ter encontros semanais comigo, através do meu programa de Mentor.

 

Seja Grande.

 

 

 

 

 

 

 

7 thoughts to “5 Passos para Você Identificar Um Negócio Lucrativo”

  1. Ótimo post!

    Leitura complementar: Lean Startup – Eric Ries.

    Na minha opinião eu só mudaria uma coisa no seu ciclo: lançaria apenas uma página de vendas e não o produto em si. No momento do checkout você avisa que as vagas acabaram, o estoque acabou, algo do tipo, e deixa um formulário para coletar o e-mail das pessoas interessadas na próxima abertura de carrinho. Leve tráfego a aquela página, coisa de R$ 200, R$ 300 reais. Meça quantas pessoas clicaram no checkout e quantas pessoas deixaram seu e-mail. Compare os números com os números do seu mercado e voila! Você tem um produto validado!

    Abs

    1. Que comentário excelente, enriquecendo!

      E concordo plenamente com o que você disse. Este modelo comentado por você é voltado para produtos digitais ( o que recomendo fortemente), mas busquei dar uma amplitude na abordagem. Muitas pessoas ainda gostam de produtos/serviços físicos…

      Se for pra escolher? Digital, sem dúvidas – salvo raras exceções.

      Este livro já passou pela minha leitura e recomendo! Inclusive algumas ideias eu absorvi e implementei a minha maneira.

      Forte abraço meu nobre!

      1. Rapaz, se estamos falando de produto, acredito que podemos também aplicar a produtos físicos, porém que serão vendidos digitalmente. Acredito que até se aplica pra serviços, quando estamos falando de algum serviço “produtizado”, que tenha escopo fechado.

        Aproveitando o gancho, da uma olhadinha no que acabei de postar no meu blog. Caso não conheça sobre o tema, se puder separar um tempinho pra ver o vídeo do post, garanto que será inspirador.

        Aguardo seus comentários sobre o post.

        Abs

  2. Boa TR,

    Na minha opinião a maioria dos novos negócios fracassam por falta de um plano de negócios. O Brasileiro acha que vai virar empresário e já vai ter o status do Abílio Diniz. Falta mesmo é preparo para abrir o negócio, estudar o mercado e o ramo que vai atuar, estudar o atendimento, as vendas, o treinamento do pessoal, o suporte e por aí vai.

    Outra coisa que vejo muito é exatamente o que você falou, foco no cliente, foco no que o mercado quer e não no que você acha que ele quer. Tenho uma amiga que iniciou um blog da moda com coisas femininas. Perguntei a ela como estava o tráfego, como estavam os feedbacks, o que ela tinha planejado publicar, pois ela quer tornar o blog profissional e ela me disse que ainda não tá preocupada com isto e que tá sem tempo pra acompanhar o tráfego. ãnnn??? Como assim tá sem tempo de se debruçar em cima do projeto que ela criou?

    A mágica do negócio é fazer o que o cliente quer, o que o mercado pede, trazendo retorno financeiro pra você, este é o desafio.

    Ah, sem contar que muitos quando começa a ter lucro com o negócio que abriu, já vai gastando kkkkkk

    Abraço!

    1. Perfeito BPM, é exatamente isso.

      Assim como a sua amiga, existem milhões de pessoas que gostariam que o mundo se moldasse a sua maneira de vê-lo. Acontece que o mercado é constituído de pessoas como eu, você e os leitores deste blog. Cada um tem seu interesse próprio e ninguém vai engolir algo goela abaixo apenas para satisfazer o ego do empreendedor.

      Infelizmente sua amiga está em um caminho pedregoso, e caso não exista uma mudança no modo de levar as coisas, ela terminará fazendo parte das estatísticas que mencionei.

      Foco no que as pessoas querem!

      Abraçao!

  3. Show de bola TR!

    Eu até escrevi algo nesse sentido recentemente.

    Antes de o empresário pensar que seu produto ou serviço é incrível e revolucionário, é prudente perguntar isso a seus clientes potenciais, seja numa pesquisa direta, seja com o lançamento de produtos testes, isso pode prevenir muitos fracassos desastrosos e desperdício de dinheiro.

    Abraços!

    1. Obrigado pelo elogio, Sr. Ministro!

      Exatamente. É necessário fazer um pré-lançamento para ver se a demanda se confirma. Tem até alguns sites que fazem isso, como por exemplo o kickstarter.

      Sem dúvidas, é um ponto importante.

      Forte abraço!!!

Leave a Reply