O Sistema de Ensino é Uma Máquina

 

Tempo de Leitura: 4 Minutos

 

Desde pequenos fomos ensinados que para ser bem sucedido como adultos seria necessário tirar notas boas, seguir todas as regras, obedecer a todos os comandos e jamais questionar. Então viramos adultos e… UÉ! Nos enganaram este tempo todo?

 

O sucesso e a felicidade NÃO possuem qualquer relação com o que você estuda no ensino fundamental, médio ou superior. Na verdade, além dos níveis básicos de inteligência do sistema tradicional de ensino, desenvolver uma inteligência acadêmica não tem praticamente nenhum impacto nas perspectivas de ter sucesso na vida.

 

Não caia nessa armadilha de acreditar que a faculdade é fator essencial para o sucesso, pois não é. Nos EUA existem DOUTORANDOS que trabalham servindo café no Starbucks. Simplesmente ganhando uma hora compatível com o salário mínimo estadual (nos EUA cada estado tem seu salário mínimo) para pagar os financiamentos estudantis. É isso que eles esperavam quando cursaram a faculdade, o mestrado e o doutorado? Tenho certeza que não!

 

Desenvolver inteligência prática e aplicável no mundo real – fora do maravilhoso mundo teórico universitário – tem muito mais impacto na qualidade de vida e no sucesso de modo geral. Existem inúmeros acadêmicos nota A+ mundo afora que não dispõem de motivação, iniciativa, resiliência, ideias inovadoras, gestão de equipe, ambição, carisma, presença em redes sociais e networking. E eles penam. Penam muito!

 

Existem inúmeras pessoas que entram no ensino superior com a expectativa de sair com um ótimo emprego, ganhando um salário que seja o suficiente para pagar o financiamento do carro, a parcela da casa, a fatura do cartão de crédito e ainda sobrar para as compras do mês, vestuário, festas e viagens de férias. Aí vem a realidade…CRÉU!

 

Quantos formados em inúmeros cursos de ensino superior acabam trabalhando em uma área completamente distinta? E pior, muitas destas ocupações sequer exigiam diploma de ensino superior! Existe uma fantasia muito grande que as instituições de ensino superior permanecem estimulando na cabeça das pessoas: a de que o sucesso passa pelo diploma. Não, ele  não passa.

 

Existem profissões que exigem um diploma OBRIGATÓRIO: médico, advogado, dentista, engenheiro, etc. Você precisa ter um diploma na área e depois se filiar junto ao órgão de classe para exercer a profissão. Mas existem INÚMERAS ocupações que não exigem isso. Portanto só vá por este caminho obrigatório de buscar um diploma se você realmente quiser MUITO ser médico ou advogado.

 

Vamos encarar a realidade: a maioria absoluta das pessoas escolhe o curso pela remuneração. Eu chutaria baixo que 95% escolhe desta forma. Eles podem falar para os outros que não, mas no fundo é algo que conta muito. E se não contou quando ele tinha 18 anos, vai contar quando ele estiver com 25 ou 30 – arrependido da escolha e buscando novos rumos para a carreira.

 

Promover a sua própria educação alternativa possui uma relação primordial com QUALIDADE DE VIDA.  Ao investir nela, você incrementa sua capacidade de gerar receita ao longo do tempo. O SEU capital humano é o maior investimento. Se você investir nele, ele nunca te deixará na mão.

 

Você não vai criar nada melhor para si a menos que deixe de ser um seguidor passivo do caminho que os outros definem para você e passe a assumir ativamente a responsabilidade de criar o próprio caminho para o sucesso. E seguir o que o sistema tradicional de ensino obriga é seguir passivamente o que desenham para você.

 

O Sistema Tradicional de Ensino é perfeito… para criar pessoas medíocres. Ser medíocre é ser mediano. A média da sociedade é depressiva, obesa, quebrada financeiramente e profundamente insatisfeita com o dia a dia. Ser a média é tudo bem para você? Não para mim.

 

Você acha que as equações matemáticas de trigésimo grau vão fazer a diferença entre você ser bem sucedido ou não? É claro que não vão. Seria muito mais proveitoso se eles ensinassem as operações básicas do sistema financeiro, educação financeira, matemática financeira e principalmente a mágica dos juros compostos. Sem dúvida isso iria incentivar a molecada a querer seguir o caminho de mágicos dos juros compostos, como Warren Buffett.

 

É inegável que qualquer sistema de educação tradicional – seja ele público ou privado – não vai oferecer as ferramentas para você se diferenciar e ser bem-sucedido. Seja no Brasil, nos EUA, na Europa ou no Japão. O sistema tradicional de ensino é feito para construir empregados, que seguem regras, não questionam, não pensam mais do que o necessário e que devem se contentar em receber o mínimo necessário para sobreviver – mas óbvio que sempre pagando altas alíquotas de impostos e contribuições previdenciárias sem chiar.

 

Qual é sua opinião sobre tudo isso? Eu quero saber! Os comentários são exatamente para isso.

 

A propósito, se você quer conhecer muito mais conteúdo que a educação alternativa oferece, tenho um programa ideal para você. Lá tem muita coisa sobre educação continuada, negócios, investimentos, relacionamentos, e tudo aquilo que é essencial em nossas vidas e as escolas insistem em não ensinar. Para conhecer basta clicar aqui.

 

Conheça Minhas Redes Sociais. Tem MUITO conteúdo para você aproveitar:

Youtube

Facebook

Twitter

Instagram

 

 

11 thoughts to “O Sistema de Ensino é Uma Máquina”

  1. A educação que nós temos hoje foi criada pra isso, produção em massa, especialização, reflexo da Revolução Industrial. Nós fomos educados de uma maneira única, para sermos funcionários, só.
    É até frustrante você demorar 30 e poucos anos (meu caso) pra ter consciência do tempo e conhecimentos importantes que foram suprimidos da sua educação.
    Sorte que a Internet tem ocupado essa lacuna em que a educação formal fracassa.

    1. Alcides, o mais importante é que você alcançou esta percepção. E levando em consideração a expectativa média de vida do brasileiro, você tem mais 40 anos pela frente para utilizar todo esse conhecimento prático em seu favor.

      Realmente a internet apresenta uma oportunidade nunca vista antes na história da humanidade. Pena que poucas pessoas se dão conta disso…

  2. Olá TR,

    Parabéns pelo excelente post. No Livro Pai rico pai pobre também fala a respeito de disso.
    Eu fiz faculdade porque eu não tinha conhecimento de nada. Como morava na roça, eramos influenciado a estudar para ir a universidade e se tivesse uma faculdade era o “cara”. Na época que sai para fazer um curso superior eu tinha várias vacas, mas durante a faculdade vendi todas para pagar as minhas despesas (aluguel e comida). Depois que me formei estava quebrado e desempregado e o arrependimento bateu por ter feito faculdade. Para contornar esse problema uma solução foi concursos públicos, só assim que consegui um salário melhor. Fico pensando. E seu não tivesse feito faculdade, estaria melhor? Não sei, mas só depois 10 anos que fui ter um patrimônio igual aos 18 anos.

    Abraços.

    1. Primeiramente obrigado pelo elogio, Cowboy!

      A mensagem repassada os jovens é exatamente esta: sem ensino superior suas chances de sucesso são zero. Eu também fui muito influenciado por esta mensagem.

      Mas desde cedo eu tive uma certa aversão a seguir o que é comum, a caminhar na mesma trilha que as massas. Sempre tive problemas com professores justamente porque eu pensava diferente do que eles gostariam que pensasse.

      Vejo que minha rebeldia foi uma das grandes responsáveis por alcançar o que alcancei até hoje em minha vida. E tento repassar esta mensagem aos outros através deste blog, do canal no Youtube, Twitter, etc.

      Pois sei muito bem como é difífil você não se identificar com as massas e caminhar sozinho todo este tempo…

      Meu objetivo é ser uma parceria para estes rebeldes que não se contentam em ser apenas só mais uma pessoa na engrenagem da sociedade: sem ambição, sem motivação, sem objetivos, sem vida.

      Pelo que vejo em seu blog, você definitivamente NÃO é uma pessoa padrão. E com a idade atual que você se encontra, e o pensamento que apresenta, você tem um caminho muito próspero pela frente.

      Um forte abraço meu caro!

  3. Concordo plenamente TR!

    Como já dizia Pink Floyd:

    “Nós não precisamos de educação
    Nós não precisamos de lavagem cerebral
    Sem humor negro na sala de aula
    Professores, deixem as crianças em paz

    Hey, professores, deixem as crianças em paz!
    No fim das contas eles são apenas mais um tijolo na parede
    No fim das contas você é apenas mais um tijolo na parede”

  4. Eu penso que hoje nem pra funcionário chão de fábrica as escolas servem mais.
    Eu vejo pelos meus sobrinhos, um estuda feito um retardado pra passar no enem e fazer faculdade – é uma decoreba que dá até dó do bichinho kkk
    O outro não tá nem aí pra escola, mas também não tá nem aí pra vida, o ponto forte dele é que ele é bastante cativante, comunicativo, tem uma empatia enorme – vejo no perfil dele um excelente vendedor/empreendedor mas os pais não veem isso nele, fazem questão de forçar ele a ir bem na escola, e ele sempre diz que não gosta.

    Não sei hoje como andam as escolas, mais na minha época, isso em 2011, último ano, era tedioso e os professores não preparavam pra nada, nem eles sabiam o porquê de estarem lá dando aula – talvez pela “estabilidade” que o governo oferecia em manter eles empregados com uma migalha de salário.
    Na faculdade mesma coisa os professores vendem um futuro maravilhoso, se você estudar, se esforçar e continuar estudando, fazendo pós, mestrado, doutorado – e eu acabo concluindo que hoje a escola prepara você para decorar muita informação pra fazer enem, passar numa faculdade, e quando chega na faculdade os professores vendem um mundo de possibilidades, mas precisa seguir carreira acadêmica. Eu penso… pra quê tudo isso? Pra viver encostado em alguma instituição ou no governo? É por isso que hoje deve incentivar as pessoas ao empreendedorismo, ensinar competências e habilidades, coisas que de fato tenham serventia pra você crescer profissionalmente, porque como eu disse lá em cima, escola não serve mais, nem pra ser funcionário chão de fábrica!

    1. Contra fatos não há argumentos. As pessoas podem mentir, mas os números não. A palavra é grátis e qualquer um pode falar o que quer. Mas a realidade é exatamente esta que você mencionou.

      Se você quer ter resultados diferente da maioria, você precisa fazer diferente dele. É tão senso comum isso, mas o senso comum não é tão mais comum assim.

      Veja por exemplo o Curso de Direito. Salvo engano eram 3 milhões de bacharéis e 1 milhão de advogados ativos no país. Preciso falar algo mais?

      O meu caso foi uma exceção, e estou bem ciente disso. A maioria das pessoas falha na área que estou. Mesmo eu sendo a exceção neste caso específico, não recomendo que os mais jovens sigam esse caminho. Estimulo exatamente o que você mencionou acima!

      Forte abraço meu caro!

  5. TR,

    Grande injustiça! Eu uso a fórmula de bhaskara até hoje kkkkk

    Cara, concordo com tudo isso e tenho uma filha adolescente, cadê coragem de falar pra ela que a escola não ensina as coisas que ela vai precisar e deixar que ela tenha maturidade para se desenvolver sozinha? Isso sim é complicado.

    1. Primeiro passo, eu recomendaria ela a frequentar assiduamente a finansfera – principalmente o blog do pai dela =D

      Se eu tivesse lido o material do seu site e de outros sites que tem ali na comunidade com meus 13, 14, 15 anos.. NOSSA, eu consigo imaginar o efeito dos juros compostos que isso ocasionaria!

      Abração BPM!

      1. Não pense que não tento constantemente mas o interesse é intrínseco, não tem como fazer alguém gostar de algo que não goste. Quem sabe mais tarde?

Leave a Reply