O Segredo do Sucesso Começa Por Uma Palavra

 

(Tempo de Leitura: 4 minutos)

 

A história de Pedro

 

Pedro é um empregado muito dedicado. Após se formar na universidade, ele entrou em um escritório (diferentemente de seus amigos que ainda procuram emprego), e decidiu fazer de tudo para agarrar esta oportunidade. O mercado não está fácil!

 

Logo nas primeiras semanas de trabalho, seu chefe lhe ofereceu uma oportunidade em um projeto. Mas não era um projeto que Pedro fosse entrar, trabalhar, resolver e levar o crédito. Era um porcaria de projeto que iria levar Pedro do nada pra lugar nenhum. Além disso, todo o crédito ficaria com seu superior.

 

Pedro negou. E junto com a surpresa da negativa veio a cara feia de seu chefe e fofocas pelo escritório. “-Este cara é um idiota, ele vai rodar!” falavam seus colegas nos intervalos. Mas Pedro, apesar de novo, era um leitor ávido de blogs, livros e materiais sobre o mundo corporativo, independência financeira e desenvolvimento pessoal. Inclusive ele aproveitava seu tempo livre para um certo blog curitibano, cujo autor ele era amigo pessoal.

 

No fundo, ele sabia que seguir o mesmo caminho que a maioria fazia, não levaria ele a lugar nenhum. A maioria das pessoas FALHA na vida. Ele enraizou na mente que precisava utilizar o trabalho apenas como uma ponte para desenvolver todas as habilidades necessárias para voar com as próprias asas. Um colega seu disse: “-Você não vai a lugar nenhum com esta atitude.” Pedro respondeu: “-Eu não vou a lugar nenhum se continuar aceitando projetos inúteis, sem futuro, que só vão aumentar minha carga de trabalho e me manter cada vez mais preso neste cubículo”.

 

“A diferença entre pessoas sucedidas e pessoas MUITO BEM sucedidas é que este último grupo diz NÃO para quase tudo – Warren Buffett”

 

Pedro aprendeu através do material que consumia que dizer sim a tudo é um caminho rápido para a mediocridade. Ele sabia que precisa focar os seus esforços naquilo que realmente faria a diferença para ele no longo prazo e não naquilo que seus chefes ‘consideravam o melhor’ para ele.

 

Pedro nunca se esqueceu de uma conversa que tivera com este seu amigo autor de um blog, poucos anos mais experiente, já calejado com ambientes de escritórios:

 

“- Pedro, suas horas de trabalho são limitadas. Você tem no máximo 24 horas por dia. Precisa dormir, comer, estudar, cuidar da saúde, desenvolver relacionamentos… isso significa que suas horas de trabalho são realmente limitadas. Então em vez de pensar em quanto trabalho você pode absorver, faça o contrário! Se pergunte: quanto de trabalho eu posso dispensar? O seu foco vai passar ser APENAS o que deve ser feito para se destacar…”

 

Enquanto Pedro olhava atentamente e absorvia cada palavra, seu velho amigo, entre um gole e outro de uma belíssima caipirinha do curitibano Taj Bar, prosseguiu:

 

“Você precisa aprender uma coisa importante, cara. Eu posso sair de Curitiba e chegar em São Paulo com 45 minutos de voo. Eu vou do ponto A até o ponto B em menos de 1 hora. O avião foi do ponto A até o ponto B a cerca de 900 kms por hora.

 

Acontece que você pode também dar voltas em círculos a 900 km/h. De que adianta andar a 900 km/h mas ficar dando voltas em círculos? Existem tarefas, ações e trabalhos que são exatamente isso. Você está ligado no 220 W mas não vai a lugar nenhum.

 

No seu trabalho – e PRINCIPALMENTE NA SUA VIDA – você precisa entender quais ações, responsabilidades e compromissos te levam de um ponto A ao ponto B e qual te fazem ficar dando círculos.”

 

Pedro absorveu cada palavra e levou isso para o seu dia a dia. E por diversas ocasiões negou tudo aquilo que era desnecessário: reuniões, tarefas, conversas, ligações. Tudo aquilo que não levava ele a lugar nenhum era descartado.

 

E Pedro, ao ser requisitado para fazer mais e mais trabalhos sem nenhuma compatibilidade com seus objetivos, simplesmente falava ao seu chefe: “- Ok, entendi que você quer que eu faça a tarefa F. Mas eu também preciso fazer A, B, C, D e E. Então gostaria que você me explicasse como farei todas elas, porque sou muito novo e preciso aprender com alguém que com certeza vai saber como realizar tudo isso..”

 

A resposta era um silêncio constrangedor e uma cara de tacho sem precedentes.

 

Por incrível que pareça, Pedro com seu ‘comportamento inadequado’ recebeu duas promoções dentro do escritório. Enquanto seus amigos – aqueles que diziam SIM para tudo – estavam ficando cada vez mais presos em funções sem nenhum futuro, completamente fadigados e com uma inveja colossal do nosso querido ‘amigo contrário’.

 

Após um período de tempo absorvendo tudo que era capaz, Pedro entrou no escritório pela última vez, e ao ser perguntado pelo seu chefe se haveria algo que fizesse ele mudar de ideia e ficar, Pedro utilizou sua resposta preferida: “- Não.”

 

Pedro está iniciando seu próprio negócio, e, nos encontros que tem com seu velho amigo, sempre fala que o NÃO para a maioria das propostas que não convergiam com seu objetivo foi o responsável por construir os primeiros passos da sua jornada bem sucedida.

 

“As pessoas pensam que foco significa você dizer sim para tudo que está relacionado a sua área. Não é isso. Foco é dizer NÃO para centenas de outras aparentes boas idéias pro aí. Você precisa selecionar cuidadosamente. Atualmente eu sou orgulhoso das coisas que disse não. Inovação é dizer não para mil coisas. – Steve Jobs”

 

Você pensa: “- quero ser prestativo, um cara de equipe!” Então para todos os pedidos de seu chefe, familiares ou amigos você diz SIM em alto e bom som.

 

Essas pessoas que aceitam tudo são aquelas que SEMPRE estão ocupadas, e também são aquelas que NUNCA chegam a lugar nenhum. E por quê?

 

Porque eles confundem dois conceitos fundamentais na hora de tomar decisões. Se você compreender estes dois conceitos, você mudará a forma de pensar, agir e trabalhar.

 

É um erro muito comum dizer SIM para todas as solicitações e todos nós já caímos nesta armadilha. Alguns nunca aprendem a dizer NÃO. Outros aprendem desde cedo, como o Pedro.

 

As pessoas não hesitam em pagar mensalidades de faculdades por 4 ou 5 anos, em valores de mil, dois mil, três mil reais mensais (!), para aprender o que não faz a MENOR diferença na vida delas, mas hesitam em adquirir conhecimento prático e real, com aplicabilidade testada. Não me surpreendo com isso, pois isto é a coisa que a maioria faz. E a maioria das pessoas FALHA na vida, como bem já sabe Pedro.

 

Tudo o que já aprendi nesta minha jornada, está presente em minhas anotações – sejam elas em papéis ou mentais. E resolvi colocá-las de forma organizada, em forma de capítulos, com uma escrita leve e compatível com a realidade que vivemos: ninguém tem tempo e paciência para livros de 2500 páginas.

 

Então a minha retribuição para a sociedade é um compilado de aprendizados que está disponível ao alcance de todos. A plataforma da Amazon é ideal para ter o acesso imediato e iniciar uma aventura por novos caminhos. A transformação só depende de você.

 

Como sempre digo: Seja Grande.

 

Clique Aqui para Conhecer o Livro

8 thoughts to “O Segredo do Sucesso Começa Por Uma Palavra”

  1. Caramba, Jobs não é exemplo para mim não. Quem ler as biografias de quem trabalhou com ele (não a dele) vai entender bem que tipo de ser humano repulsivo era esse marqueteiro.

    1. Olá Richard. Em relação aos resultados, inegavelmente ele merece estudo. Hoje a Apple é a maior empresa do mundo. E o seu produto principal (Iphone) é cria do Steve Jobs.

      Em relação a personalidade dele, já vi comentários a favor e contra. Como ele já está morto, vejo que a defesa dele fica fragilizada, pois ele sequer pode se defender.

      De qualquer forma, o post é para falar de resultados mensuráveis e personalidade é algo muito subjetivo. Tem pessoas que gostam de você e pessoas que odeiam. Sempre será assim.

      Forte abraço Richard, seja sempre bem vindo!

  2. Olá TR,

    Parabéns pelo post e pela história de seu amigo.
    Sempre falar sim é a pior coisa que existe. Esse negócio de aceitar tudo também não é comigo.

    Abraços.

    1. Obrigado pelo elogio, Cowboy.

      A dica foi minha, mas o mérito é todo dele.

      Metade dos problemas das pessoas ocorrem porque elas falam SIM muito cedo e NÃO muito tarde.

      Abraços!

  3. Termos Reais,

    Gostei do seu post. Precisamos ter foco e aprender a dizer “não” quando necessário. Quem sabe assim, algum dia chegaremos ao ponto em que Steve Jobs chegou: orgulhar-nos dos “nãos” que dissemos.
    É melhor 1 boa ideia bem sucedida do que 100 ideias mais ou menos.

    Abraços,

    1. Concordo 100%, Simplicidade e Harmonia!

      Bom te ver por aqui, sempre acompanho seus posts no Twitter!

      Excelente conteúdo.

  4. Isto é tão motivador, nos leva a pensar o quanto deixamos de ser excelentes em algumas coisas por tentar fazer tudo e acabar não fazendo nada. É bom exemplo a ser seguido, como empreendedor, me deixa com a pulga atrás da orelha de como meus colaboradores estão se sentindo com relação as seus projetos. Obrigado pro compartilhar este conhecimento.

Leave a Reply