Brasil: O País Que Mais Perdeu Milionários

 

 

Anos de políticas econômicas idiotas equivocadas e trolha no bumbum desvalorização do real frente ao dólar. Estes são os dois principais motivos para o Brasilzão ganhar o título de maior perda de milionários entre todos os países do mundo.

 

Todos os anos o Credit Suisse publica o relatório Global Wealth Report. Essa galera da Suíça, além de relógio e chocolate, também faz uns relatórios responsa. Eles analisam a riqueza de 5 bilhões de pessoas em todo o planeta, desde os mais pobres até os mais ricos (ricão como você, meu leitor(a) fodástico). Na edição de 2018, o Brasil ganhou vaaários holofotes no research… mas de maneira negativa. Obrigado Dilmãe!

 

Sem título
Pirâmide da Riqueza Global. Do lado esquerdo, a faixa de patrimônio líquido (por exemplo, menos de 10 mil dólares; entre 10 mil e 100 mil, etc) Dentro da pirâmide, o número de pessoas que se encaixam em cada faixa. Onde que você, meu leitor investidorzão se encaixa?

 

Os brasileiros perderam, em 12 meses, o equivalente a 380 bilhões de dólares em riqueza. Sim, 380 BILHÕES DE DOLETAS! Para se ter uma ideia do tamanho do ferro que entrou em nossas nádegas, a Turquia (que está a beira de um apocalipse político e econômico) perdeu 190 bilhões de doletas, e nossos hermanos argentinos perderam cerca de 130 bilhões de Trumps.

 

O número total de milionários também caiu. Para o relatório, é considerado milionário quem tem 1 milhão de dólares de patrimônio líquido. Para efeitos de comparação, na época do estudo, este valor seria de R$ 3 milhões e 800 mil reais. Em 2017 o Brasil contava com 190 mil milionários. Em 2018 o número caiu para 154 mil milionários, uma queda de 20%. Vai toma no Obrigado Dilma (2)!

 

A Itália, que é um país fiscalmente quebrado, com uma população bem menor que a brasileira, e com uma economia do século passado, consegue ter 10 vezes a mais de milionários (música do poderoso chefão), com 1,4 milhões de italianos sorrindo de orelha a orelha. No mundo inteiro são cerca de 42 milhões de milionários. Só nos EUA moram 17,3 milhões deles.

 

O-Poderoso-Chefao-HBO
“-Mama mia, o Brasil conseguiu ser pior que a gente, chefe…”

 

Olha só outro dado interessante. Vamos a linha do tempo!

  • Em 2001, a riqueza por adulto brasileiro era de US$ 8 mil.
  • Em 2011 a riqueza era de US$ 26,2 mil.
  • Em 2017 a riqueza caiu para US$ 16,7 mil.

 

Foda Tenso né? O bagulho foi sinistro. O processo de Venezualização do Brasilzão quase deu certo, táqueopariu…

 

O que fazer para se prevenir?

 

Diversificação fora do país! Simples e direto. Caso esses milionários tivesse uma boa parte dos seus ativos em moeda forte (dólar e euro), dificilmente iriam perder tanto patrimônio assim.

 

Você, meu leitor inteligente e perspicaz, já sabe que confiar 100% do patrimônio em um único país é uma coisa ingênua e perigosa. É necessário colocar uma parte do seu suado dinheirinho além das fronteiras tupiniquins.

 

Então abre logo uma conta numa corretora gringa. Pode ser nos EUA, Europa, Hong Kong, Singapura… desde que não seja aqui, entendeu?! Também não vai ser um desprovido de cérebro e abrir a conta num país tipo Argentina ou Bulgária. Velho, não complica.

 

A experiência dos investidores calejados de remessas internacionais, declarações de imposto de renda e burrocracias, aponta que os EUA ainda são o lugar mais barato, seguro, tranquilo e fácil de se abrir uma conta internacional. Então não fica dando sopa pro azar e bora diversificar internacionalmente!

 

Fontes Utilizadas no Artigo:

Credit Suisse Research Institute’s Global Wealth Report

O Segredo Dos Brasilionários – Robson Correa

 

Se você curte meu blog, te convido a conhecer minhas redes sociais. Quero convidá-lo a se juntar em nossa família no Facebook (onde já somos mais de 1.700 pessoas), Twitter (1.500 seguidores), e a se inscrever no meu canal do Youtube. E caso queira se aprofundar um pouco mais, te convido a conhecer meu livro, que já está disponível na Amazon.

8 thoughts to “Brasil: O País Que Mais Perdeu Milionários”

  1. Ainda estou no meio dessa pirâmide mas até o próximo ano consigo entrar nos 8,7% da riqueza mundial hehe

    A diversificação internacional é primordial mesmo. Ainda não faço, mas já decidi por fazê-la, está faltando apenas tirar um tempo para estudar e entender como funciona.

    O risco sistêmico no Brasil é complicado, sempre está assustando, é bom não dar sopa pro azar.

    Abraço!

    1. Fala Sr. Ministro! Opa, então você tá bem pra caramba … e a tendência é melhorar ainda mais!

      E em relação a diversificação internacional, considero um dos principais colchões de segurança do investidor. Nada melhor do que investimento de valor em moeda forte sob outra jurisdição que não a brasileira.

      Colocar todos os investimentos em um único país acaba sendo um risco danado, por n fatores: político, econômico, jurídico, etc.

      Forte abraço!

  2. Olá nobre Termos Reais,

    Eu tenho alguns trocados na terra do tio sam e espero aumenta-los. Porém, com a recente queda da Leopay, pelo menos para nós residentes no Brasil, fico com a pulga atrás da orelha e te pergunto;

    – Temos segurança jurídica ao aportar nos States? (é esse o termo hehe me corrija por favor)

    Abraço!

    1. Magnânimo Lorde Investidor Inglês!

      Olha, segurança jurídica você tem. Os EUA tem uma legislação sobre mercado de capitais bem boa. Inclusive, nós copiamos bastante coisa deles…

      Isso impede corretoras safadas e malandras? Não. Elas sempre vão existir em qualquer lugar do mundo. Mas nos EUA é difícil você ter uma liquidação extrajudicial (Lembra da TOV?), onde o dinheiro da conta corrente do INVESTIDORES (!!) ficou congelado por meses.

      Isso sim é uma insegurança jurídica ridícula, e infelizmente é o cenário que temos no BR.

      Eu vejo que o risco de não aportar no exterior é MAIOR do que o risco de aportar no exterior.

      Forte abraço meu caro!

  3. Grande TR,

    Imagino que quando você tenha chegado à sua reunião no clube dos milionários tenha sentido falta de vários né, por isso tá reclamando.

    1. Fala BPM!

      O mais interessante é que você estava lá, firme e forte né?

      Afinal de contas você diversifica internacionalmente e não está sujeito ao downside de patrimônio por conta das imbecilidades de políticos brasileiros =D

      Forte abraço BPM!

  4. Olá TR,

    O PT fudeu a gente e ainda tem fdp que vota neles.
    Tenho “sorte” que estou no topo da pirâmide, nos 0,8%. Brincadeira.

    Eu estou nos 26,6% e a minha meta é passar para os 8,7% no ano que vem. E claro, mais para frente ficar no topo. Estou trabalhando para isso. E acredito que vou conseguir.

    Abraços.

    1. Fala Cowboy!

      Pior é que tem milhões de pessoas que ainda votam nessas políticas destrutivas de qualquer país!

      Opa, aí sim em!! A meta é subir cada vez mais os degraus dessa pirâmide!

      Forte abraço meu caro!

Leave a Reply